Aldo Pereira

O hipócrita mente para ele mesmo

Por Aldo Pereira há 3 meses

Se você amar a todos, não precisa nem acreditar em Deus. Quando Cristo nos ensina a amar a Deus acima de todas as coisas não ensina bajulação, mas ensina um caminho. O amor a Deus acima de todas as coisas não é a bajulação a Deus, mas o caminho para se alcançar a evolução espiritual.

Senhores “professores da lei”, a única coisa que o espírito deve fazer é amar. Amar a todos, não a quem ele acha que está certo, aquele que cumpre o que vocês querem. Amar a todos indistintamente: aqueles que seguem a sua lei, ou aqueles que não seguem a sua lei. Como disse o Cristo, abraçar o amigo é fácil eu quero ver cumprimentar o inimigo.

“Qualquer um pode agir como quiser contra os meus filhos que Eu não estou nem aí”. Essa seria a posição do Deus que imaginamos: Fonte Sublime do Amor?

Hipócrita é você que quando não compreende que o seu desejo não foi atendido, que a sua lei não foi cumprida, por outro ser humano, mas por Deus diretamente. E quando você briga e grita com o filho de Deus, acusando-o de ter lhe ferido, magoado ou de não ter feito “certo”, está acusando o próprio Deus, que afirma amar.

Hipócrita é o ser humano, que acha que é independente de Deus, que acha que o Senhor Supremo do universo criou tudo e não pode agir previamente em momento algum. Para os “professores da lei” Deus tem que se submeter aos seus caprichos, às suas vontades. É isso mesmo: para a humanidade Deus tem que se submeter aos caprichos dos seres humanos.

“Mais vale um ateu do que um crente hipócrita”. Frase do apóstolo Paulo.

Espiritualismo ecumênico universal