Aldo Pereira

Político. Uma visão espiritual

Por Aldo Pereira há 4 meses

A mesma administração do bem público que ele ( político) faz de forma tendenciosa para este ou para aquele grupo, você faz na administração da sua vida. Isso porque você é um ser humano, é guiado por paixões, pelo individualismo e posses. Como ele também é guiado por estas mesmas coisas, age da mesma forma que você. Ora, se você e ele guiam as suas ações seguindo o mesmo padrão, como, então, reclama da forma que eles agem? Porque não reclama de si mesmo quando dirige a sua vida de forma tendenciosa, privilegiando uns em detrimento de outros?

O problema é que vocês ainda acreditam que cada um faz o que quer. Vocês reclamam dos políticos, apesar deles terem as mesmas tendências que você, com a finalidade de governar as suas ações, ou seja, para que eles façam o que você quer, o que acha certo ser feito. Desculpe, mas as críticas feitas a qualquer político a qualquer tempo jamais o levou a mudar a sua forma de ser Acho que nunca, não é mesmo? O que acho é que vocês se enganam ao criticar determinado político ou a um segmento pela política que faz nunca levou ninguém a mudar a sua forma de ser. A verdade é que nunca mudou nada. Ao longo dos tempos, por mais que um político tenha sido criticado ou acusado de alguma coisa, nada disso influenciou na sua forma de ser, já que elas sempre serão guiadas pelas posses, paixões e desejos dos políticos. Portanto, quando se fala de política é preciso entender o que é um político. Entender que o político é tendencioso por natureza e que a crítica a ele só vai causar a perda da sua paz. Mais nada ... Ela não mudará em nada a situação do país. A sua crítica só levará a viver em sofrimento o mesmo período, com as mesmas situações, que viveria em paz. Não adianta se criticar nada nem ninguém. A crítica por ela mesmo não leva a lugar algum. Se acha que pode fazer melhor, entre para a política, concorra a um cargo público, se esforce para ser eleito e quando chegar lá faça aquilo que acha melhor. Outra solução: se você acha que determinado político não é bom, espere a próxima eleição e vote em outro. Ao fazer isso, no entanto, tenha em mente mais um detalhe: você precisa respeitar a decisão da maioria. Dentro de um sistema político que possui governantes que falam em nome do povo, o poder da maioria tem que ser respeitado. Se a maioria toma uma decisão, aquele que é minoria deve silenciar-se e acatar o que foi decidido por ela.

Espiritualismo ecumênico universal