Denn Pires

Devemos aproxima do nosso Deus pai -1 parte

Por Denn Pires há 2 meses

Devemos aproxima do nosso Deus pai -1 parte

Essa é a primeira questão que precisamos levantar para nós que dizemos que estamos buscando nos aproximar de nosso Deus pai. Para nós aproxima do nosso Deu pai. Devemos esta com coração puro e sem maldade,ódio, vigança, desejo de mata pessoas incotes,etc.

A história da igreja mostra que por muito tempo as pessoas achavam que estar próximo de Deus só era possível por meio da prática de: Rituais e cerimonialismos religiosos; liturgias; isolamento (ato de se enclausurar); sacrifícios e abstinências físicas (autoflagelação); práticas de boas obras; meditações transcendentais; da intermediação humana/idolatria; etc.

Em todo processo de busca e aproximação do homem a Deus, a história mostra que as práticas religiosas ligadas ao ambiente exterior (Lugar, Templo) foram e continuam sendo a ênfase e a base da maioria daqueles que desejam se aproximar de Deus. Jesus veio mostrar o inverso ao dizer que não se tratava de exterior, do visível, mas de interior humano. Ele só queria adoradores que o adorassem em espírito e em verdade.

Devemos nos aproximar de Deus independente de como estamos. Jesus disse: “Vinde a mim, vós que estás cansados e sobrecarregados e eu vos aliviarei” (Mt.11:28). “… quem vier a mim, jamais rejeitarei/lançarei fora” (Jo.6:36).

Em contra partida, Deus atenta para a intenção e desejo do coração daqueles que o procuram. Deus sonda os corações e pesa os espíritos (Pv.16:2/21:2) Exemplos: Caim (pensou em agradar a Deus com a oferta em si, e esqueceu que o valor da oferta estava associada à intenção do coração); Nicodemos; o jovem rico; Davi “Deus ama a verdade no íntimo” (Sl.51:6).

Ainda que Deus nos receba com amor incondicional, no entanto, a intenção do coração do homem que o busca, é muito significativa para Ele. Não foi em vão que Jesus disse: “A boca fala do que está cheio o coração” (Mt.12:34).

Como devemos nos aproximar de Deus? Hb.10:22 revela quatro atitudes.

Com um coração sincero. Tem a ver com ser verdadeiro e transparente diante de Deus. O que sai de nossa boca em louvor a Deus, deve ter correspondência com o que realmente tem no nosso coração.“Este povo honra-me com seus lábios, mas o seu coração está longe de mim” (Mt.15:8). Ex. Davi; o pai do menino endemoninhado. A atitude de arrependimento do filho pródigo/esbanjador em buscar seu pai demonstra como devemos nos aproximar de Deus: Em total humilhação e sinceridade.

Com plena convicção de fé.Tem a ver com confiança plena em Deus; fé inabalável (Hb.11:6); andar não pelo que vê, mas pelo que a Palavra de Deus diz.

 Com uma consciência limpa. Tem a ver com uma vida livre da prática deliberada do pecado. O problema não está em pecar, mas amar o pecado. Ter a consciência pura, alimentada pelos princípios de Deus e que não negocia/vende suas convicções na palavra de Deus por nada. Ex. José, Daniel.

 Com corpo purificado. Tem a ver com santificação e consagração de vida a Deus. Não si deixar ser conduzido pelo desejo, inclinação e concupiscência da carne, concupiscência dos olhos e soberba da vida.

O que agrada a Deus ao nos aproximar dele é: “… um espírito quebrantado (o homem interior prostrado diante Dele) e um coração contrito(curvado e arrependido), ó Deus, não desprezarás” (Sl.51:17). É fundamental nos ajoelharmos diante de Deus não apenas com os joelhos, mas também com a alma e o espírito.

Entenda que Deus pai sempre está ao seu lado. Deus pai nunca vai abandonar vcs. Vcs tem que pensar assim, você provavelmente vai conversar com Ele cada vez mais, aproximando-se aos poucos do nosso Deus pai.Lembre-se de que Deus pai fala conosco todos os dias: durante a oração.

Converse com o ministério dos jovens, pastor, padre ou professor dominical da sua igreja sobre suas dúvidas. Essas pessoas estudam a Bíblia a fundo e podem responder às suas perguntas sobre Deus. Questione, por exemplo: por que Ele nos dá o livre arbítrio para pecarmos; por que Ele permite ou (possivelmente) faz o homem sofrer; como as pessoas passam por problemas do tipo quando estão fazendo o "bem"; por que Ele deixou seu filho sofrer, sangrar e morrer na cruz por toda a humanidade (até os assassinos); por que Jesus Cristo teve que voltar para o Céu; por que Ele enviou o Espírito Santo etc. Dessa forma, vai aprender muitas coisas novas, além de poder explicar melhor quem são Deus, Jesus Cristo e o Espírito Santo para seus amigos não cristãos.

Estude a Bíblia. Você pode se aproximar mais dele por meio das suas escrituras. Do que Ele gosta? Do que não gosta? O que o deixa feliz, triste ou zangado? O que Ele mais valoriza? O que considera tolice? Todas essas respostas estão no livro sagrado. Tente criar um cronograma de leitura para todos os dias ou encontre algo pronto na internet. Além disso, recorra também às rezas, que explicam passagens da Bíblia de maneiras que se relacionam à vida cotidiana. Compre algo do tipo ou encontre exemplos na rede. Por fim, se quiser, explore a literatura gospel, que pode trazer paz e esperança à sua vida em épocas difíceis.

Não faça promessas que não pode cumprir a Deus. Se não conseguir cumprir algo, peça desculpas a Ele — ou às pessoas que feriu. Ao orar, explore o que está sentindo para entender o Senhor com mais clareza. Abra o coração e seja honesto, pois Ele já sabe o que está acontecendo. É você que precisa abrir os olhos. Se mentir, só vai estar enganando a si mesmo.

Preste atenção aos cultos. Com eles, dá para aprender muito mais sobre Deus. Faça até anotações! Elas podem ser muito úteis no futuro, quando você precisar aplicar certos princípios à sua vida.

Participe mais ativamente da igreja. Não basta participar dos cânticos e seguir os comandos do pastor ou padre (abaixar a cabeça, ficar de pé, sentar-se etc.); você deve fazer o possível para contribuir e, assim, receber a bênção.

Seja honesto em pensamento, sentimento e ação. Deus é mais puro que qualquer ser humano. Assim, quanto mais puro você for, mais vai se aproximar dele e realizar seus desejos.

Se for católico, confesse seus pecados pelo menos uma vez a cada 2-3 meses. Leve uma vida mais cristã para se aproximar de Deus.

Tente conviver com pessoas da sua religião, não importa a sua idade. Isso vai fortalecer a sua fé, além de aproximar todos de Deus ainda mais. Ainda assim, não significa que não possa se relacionar com pessoas de outras religiões ou sem religião — só que, sempre que orar, acredite, pois essa é a única forma de se aproximar de Deus totalmente. Só assim estaremos dentro do amor do nosso Deus pai.

Que Deus abençoe vcs todos e suas famílias.

Amem!!